segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Erros – Mini fanfic.


Erros – Mini fanfic.


Eu coloquei a revista na lixeira, dei alguns passos e parei. Por alguns segundo, pensei que jamais iria querer saber dele novamente, mas aos poucos, toda minha luta para conseguir chegar aqui, veio átona como um flash back em minha mente. Não, eu não iria desistir agora, eu batalhei por isso, e em fim consegui, não vou desistir. Não me importo com o que os outros vão pensar, nem o que ele vai pensar. Eu vou dizer tudo o que está entalado em minha garganta há anos. Ele de uma hora pra outra mudou, ele já não sorri como antes nem tem a atenção de antes com as fãs, com a família. Tudo parece um jogo de marketing, onde ele se faz de bonzinho e depois mostra sua face oculta. Eu fui boba de pensar que um dia ele notaria minha presença no mundo. Haha, eu fui muito idiota mesmo, o garoto tem tudo o que quer, nunca nem direcionaria o olhar para mim, no máximo me daria um autografo e tiraria uma foto, mas por pura obrigação. Jamais iria lembrar-se que me viu e que me deu um autografo... Muito menos que já fomos amigos.
 
Com muita coragem coloquei o capuz e subi no palco auditório, que estava lotado de fãs daquele babaca. Alias o babaca por quem estou apaixonada. Pois é, ai está a pior parte da história, eu estou amando-o. Mesmo assim, vou fazer isso. Contar para todos os que ele é. Fazer com que aquelas garotas tolas não se iludam achando que ele é perfeito e bonzinho. Justin Bieber é horrível. Um monstro. O motivo de tanta raiva, junto de amor? Oh, sim, ele me esqueceu. Fui eu quem o ajudei a chegar até ali. Fui eu quem incentivou ele a ir à porcaria da audição daquele programa de TV. Ele era meu melhor amigo, e hoje... Eu o encaro como um inimigo. Eu sei, é complexo, eu o amo e o odeio. Mas eu sou assim, confusa e inexplicável. Não preciso que ninguém me entenda, apenas que me escutem.

Ao chegar a frente ao microfone, senti um arrepio. Eu não posso fazer isso, vou me tronar igual a ele, uma idiota vingativa... Mas então minha luta foi em vão? Não, não. Agora que comecei, vou até o fim.

- Cof, cof - Fingi uma tosse e todos os olhares do auditório se voltaram a mim. Minha melhor amiga era a única pessoa que sabia o que eu estava fazendo, ela sabe de tudo, até do meu amor por ele. Digo, meu amor e ódio por ele. Ele, em partes, me entende e me da razão, embora ela seja contra essa minha declaração de hoje. Sabe, que se foda o que vão falar, ao menos vou estar de consciência limpa, e de bem comigo mesmo porque falei o que pensava.

- A esquisita ta lá em cima! – Ouviam-se piadinha com a minha pessoa, mas não dei à mínima.

- E...-travei- Eu... – vai Clair, você consegue. Seja forte! – Eu estou aqui para falar a mais pura verdade de todos os tempos. – Todos riram. Permaneci forte. – Justin Bieber é uma farsa, quer dizer, o Justin que vocês conhecem, ou acham que conhecem, é uma farsa. Eu mais do que ninguém sei disso, fomos amigos por anos e o que ele fez? Esqueceu-me, me abandonou quando eu mais precisei. Um dia eu tinha tudo, família, amigos, e no outro eu estava sozinha. – Quando toquei nesta parte do assunto, senti meus olhos marejarem. Minha família, que se resumia em meus pais e outras duas irmãs mais velhas, morreram em um acidente de avião. E bem, depois eu perdi tudo aos pouco, o dinheiro acabou eu tive que arranjar um trabalho, mas ganhava pouco, então a hipoteca tirou minha casa. Cheguei a morar em abrigos por meses, mas quando eu conheci a Jessica, minha melhor amiga, tudo isso mudou. Eu fui morar com ela e seus pais, que me tratam como filha, e eu os considero meus pais. Mas o que envolve o Justin nesse meio todo é... Onde ele estava ? Justo ele que se dizia meu melhor amigo, que disse que nunca iria me abandonar por nada. Ele mentiu. Assim que assinou o contrato com a maldita gravadora, ele sumiu. Mudou de país e deixou-me sozinha. Nunca procurou saber como eu estava nem nada. – Ele era meu melhor amigo. Alguns devem se lembrar de quando ele estudava aqui, ou não, já que ele era um invisível. Sim, Justin Bieber era o Drewzinho (lê-se druzinho), o garoto de peito fraco, que usava aqueles óculos ridículos e o cabelo para o lado. Todos o desprezavam, mas eu, eu sempre fiquei do lado dele, apoiando, sendo uma base. E o que eu recebi em troca ? Esquecimento. – pausei- Sabe minha raiva toda não vem só daí, o modo como ele trata as fãs me da nojo. Antes ele até era carinhoso, mas e agora ? Nada. Por acaso ele tirou foto com alguma de vocês quando chegou aqui? –o silêncio permanecia- Não. Ele estava intocável, cheio de seguranças em sua volta e com um ar superior a todos. Mas ele não é diferente de ninguém. É igual todos nós, em partes. A única coisa que nos diferencia é o caráter, coisa que esse garoto não tem. Eu odeio o que a mídia fez com ele, o que a fama fez com ele. No fim de tudo, eu o odeio. 

Eu desci do palco e fui em direção à saída do auditório. Todos estavam em silêncio, ouvi barulho de passos, mas continuei indo em direção à saída.

- Você está certa. – Ouvi uma voz, e na hora tive a certeza de que era ele. – Eu errei e feio quando te deixei na mão, alias, você diz que eu te deixei na mão. Mas a verdade é que eu fui sim atrás de você, mas a sua casa já não pertencia a você, na escola ninguém te via a mais ou menos dois meses, procurei em muitos lugares, então soube da morte dos seus pais... E sabe Clair, eu fiquei extremamente triste, porque todos eles me ajudaram, mas em especial você. E com tanto aos meus fãs, eu nunca deixei de dar atenção a eles, mas como todo humano eu não estou de bom humor todos os dias. E eu sei, sou uma estrela, tenho que ter disposição, afinal eu escolhi essa vida. Mas não é fácil, eu amo meus fãs e devo tudo isso a cada um deles, não seria nada sem eles. Mas em especial, eu não seria ninguém sem você Clair. – As lágrimas estavam sendo incontroláveis, eu tinha vontade de sair dali, ma seu precisava ouvir tudo aquilo. – Desculpe se desisti de você, e se não agi como deveria, mas todos nós erramos. Não somos perfeitos, sempre iremos cometer erros. Eu admiro a coragem que você teve de vir até aqui à frente e falar tudo isso. Mas em partes, você está errada. Porque eu ainda sou aquele garotinho calmo que adorava escrever musicas com você. Ou já se esqueceu de que há cinco anos atrás, todos os sábados á noite, nós íamos ao porão da sua casa, onde tinha um pequeno estúdio e ficávamos gravando aquelas musicas amadoras ? Pegávamos o violão e ficávamos cantarolando. Éramos tão felizes. Por favor, não esqueça isso nunca, se não quiser me perdoar, eu entendo... Mas Clair, eu nunca me esqueci de você. Nunca esqueci que fui e ainda sou apaixonado por você. – Suas últimas palavras me tocaram forte, tudo o que ele havia dito era verdade, eu estava errada, cega por aquele ódio que não me levou a nada. Eu cometi um erro, o maior erro da minha vida. Eu o julgava tanto por me esquecer, que eu mesma esqueci quem ele era realmente, esqueci de que EU ERA. Fechei-me, achando que era apenas autoproteção, mas não, eu estava sendo egoísta.

- Des...de...desculpa. – Disse e corri ao encontro do seu abraço, que foi o melhor da minha vida toda. Senti todo o amor que tínhamos um pelo outro desde pequenos, me senti completa. Me senti como não me sentia a um bom tempo, me senti amada.

Todos ao nosso redor estavam pasmos, mas sorrindo, eles haviam compreendido nossos erros, e no fim sabiam que nós éramos perfeitos um para o outro.

- Eu te amo pequena. – Ele disse e segurou meu rosto.

- Eu também te amo. – Fomos nos aproximando aos pouco e então, selamos nossos lábios em um tratado de paz, que dessa vez, eu juro, duraria para sempre.


FIM.

581081_522974451051008_1505408621_n_large

Iai gattitas, gostaram ? Eu amei escrever essa mini fic, eu tinha o primeiro paragrafo dela pronto, acho que eu tinha escrito a uns dois anos atras e tava no meu pc, dai eu coloquei no noot ontem e resolvi terminar ela pra postar aqui :)
Espero que tenham comentários nér' :s
& a respeito de Lost, eu vou postar amanhã se der tempo de terminar mais um pouquinho, ta meio pequeno ainda. Mas vou tentar ;)
Beijos, Luh.

2 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAH MEU DEUS ! QUE PERFEITO ! CONTINUA PELO BIEBER AMADO !

    ResponderExcluir